fbpx

O mal que a ansiedade causa para a saúde

2 minutos para ler

O medo, a insegurança e a angústia são emoções que todo mundo sente em determinados momentos ou situações, porém, alguns sentem mais que outros e de maneiras diferentes. Indivíduos com transtornos de ansiedade (um dos mais incidentes, ao lado da depressão) apresentam uma complexidade maior de sintomas. O modo como reagimos ao agente estressante diferencia uma “ansiedade comum” de uma patologia. O transtorno se refere a algo que desorganiza a vida do indivíduo e gera um sofrimento excessivo. A pessoa passa a ter prejuízos em diversas áreas. Não consegue sair de casa, trabalhar, ir ao supermercado, entre outras situações comuns do cotidiano. Em resposta a isso, o corpo passa a se preparar para enfrentar um desafio: hormônios são liberados na corrente sanguínea, os músculos se enrijecem, o coração bate mais rápido e a boca fica seca.

Os distúrbios de ansiedade são provocados por desordens do sistema nervoso que liberam na circulação quantidades muito altas de hormônios envolvidos na reação de estresse. Quando não tratados, o risco do indivíduo desenvolver transtorno do pânico é muito alto e esta é uma crise que pode acontecer de repente. É um medo muito intenso.

O tratamento dos transtornos de ansiedade inclui o uso de medicamentos antidepressivos ou ansiolíticos, sob orientação médica. O tratamento farmacológico geralmente precisa ser mantido por seis a 12 meses depois do desaparecimento dos sintomas e deve ser descontinuado em doses decrescentes.

Posts relacionados

Deixe um comentário