fbpx

A infecção causada pelo VSR é altamente contagiosa

3 minutos para ler

O vírus sincicial respiratório (VSR) pertence ao gênero Pneumovirus, é um dos principais agentes de uma infecção aguda nas vias respiratórias, que pode afetar os brônquios e os pulmões. Na maior parte dos casos, ele é responsável pelo aparecimento de bronquiolite aguda e pneumonia, especialmente em bebês.

Apesar de não estarem associados à vigência de baixas temperaturas, os casos de infecção pelo VSR são mais frequentes no final do outono, durante o inverno e no início da primavera.

Qualquer pessoa pode ser infectada por este vírus. A transmissão ocorre pelo ar.

Sintomas

Nos adultos e crianças maiores com boas condições de saúde, os sintomas são semelhantes aos do resfriado comum – secreção nasal, espirros, tosse seca, febre baixa, dor de garganta e dor de cabeça. Com a progressão da doença, porém, a infecção pode alcançar o trato respiratório inferior e afetar bronquíolos, alvéolos e pulmões. Por isso, o cuidado deve ser redobrado.

Diagnóstico

Exames de laboratório realizados em amostras de sangue ou da secreção colhida no nariz e na garganta do doente podem ser úteis para identificar a presença do vírus ou de seus anticorpos e alertar os órgãos de saúde sobre a ocorrência de surtos sazonais epidêmicos. 

Tratamento

Como costuma ocorrer com a maioria das viroses, o tratamento é sintomático. Na maioria dos casos, basta recorrer a medicamentos para baixar a febre, aliviar a dor e o mal-estar, fazer repouso, tomar muito líquido para evitar a desidratação e permanecer em ambientes com ar umidificado para facilitar a saída da secreção nasal e acalmar a tosse.

Pacientes com insuficiência respiratória grave devem ser hospitalizados para receber suporte ventilatório mecânico e medicamentos específicos, como

broncodilatadores e antibióticos, se houver uma infecção por bactérias associada o que pode agravar o quadro e até levar à morte.

Recomendações

* Lembre que a higienização das mãos antes e depois de lidar com o paciente ou com objetos e superfícies por ele contaminados é medida essencial para evitar a infecção;

* Procure atendimento médico sem demora;

* Considere que a dor de ouvido dos bebês e das crianças pequenas pode ser sintoma de uma infecção aguda;

* Mantenha o doente longe da fumaça de cigarro;

* Esteja atento. Adultos maiores de 60 anos, crianças com menos de dois anos, pessoas com doenças do coração e do pulmão, transplantados e imunodeprimidos são pacientes de risco para a forma grave da infecção pelo VSR, que pode levar a óbito se não receber o atendimento necessário.

Posts relacionados

Deixe um comentário