fbpx

Rotina de exames para a saúde feminina

2 minutos para ler

É preciso que a mulher esteja sempre atenta às transformações do corpo e aos sinais que alertam quando algo não anda bem com sua saúde. Os exames femininos de rotina, feitos com periodicidade, são fundamentais para acompanhar, prevenir e tratar enfermidades que possam surgir durante a vida da mulher e por consequência das mudanças do corpo e metabolismo.

Os exames mais comuns buscam avaliar o nível de glicose sanguínea, colesterol e triglicerídeos em mulheres acima de 35 anos ou com sinais de sedentarismo, obesidade e disfunções endócrinas, como o diabetes mellitus. Hemograma, creatinina (avaliação da função renal), avaliação da função hepática e da urina também são solicitados geralmente. Após o início da vida sexual, o exame Papanicolau é fundamental para avaliar mudanças das células do útero e, caso exista alteração, identificar o câncer de colo do útero o mais rápido possível. Outros exames importantes são:

• Ultrassom transvaginal: detecta doenças como cistos no ovário, miomas e tumores, além de prevenir ou identificar câncer de endométrio e ovário. Deve ser realizado anualmente a partir dos 40 anos ou antes, caso algum sinal de risco seja percebido.
• Ultrassom pélvico: feito através do abdômen e com a bexiga cheia, analisa alterações na bexiga, útero e ovários, além de identificar a presença de gestação e avaliar o posicionamento de DIUs.
• Mamografia: avalia as mamas por meio de raio-X, para prevenir ou detectar o câncer de mama. O primeiro deve ser feito entre 35 e 40 anos e após os 40, uma vez por ano.
• Densitometria óssea: mede a densidade dos ossos e a possível perda de massa óssea, além de prevenir ou detectar a osteoporose. Em mulheres, o exame deve ser feito anualmente após a menopausa.

Posts relacionados

Deixe um comentário