fbpx

Silicone causa câncer de mama?

2 minutos para ler

Os números do câncer de mama no Brasil e no mundo assustam. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), este é o tipo mais comum e o que mais mata mulheres no mundo. Para se ter uma ideia, todos os anos 1,5 milhão de novos casos são diagnosticados e, só em 2015, 570 mil mulheres morreram em decorrência do câncer de mama.

No Brasil, o cenário não é muito melhor. A estimativa do Instituto Nacional do Câncer (INCA) para 2016 era de quase 58 mil novos casos de câncer de mama por aqui, sendo que mais da metade costuma acontecer somente na região sudeste do país.

Os dados alarmantes levantam muitas dúvidas a respeito da doença, e ter informação sobre câncer de mama ajuda — e muito — na prevenção e no diagnóstico precoce, vistos pela comunidade médica internacional como a saída mais eficaz para reduzir o números de mortes decorrentes do câncer.

Silicone causa câncer de mama?

Não. Colocar silicone tem nenhuma relação com o câncer de mama, mas a cirurgia provoca cicatrizes nas mamas que podem dificultar a visualização de alterações que, em alguns casos, podem ser sinais de câncer, como retração na pele, que mudam a textura e a forma do seio, e um aspecto granuloso ou rugoso na pele das mamas.

Por isso, se você já colocou silicones ou se você tem qualquer tipo de cicatriz nas mamas, é bom ficar ainda mais atenta aos sintomas da doença.

 

Fonte

Posts relacionados

Deixe um comentário