fbpx

A urocultura identifica a presença de bactérias e faz o diagnóstico de infecção urinária

2 minutos para ler

A urocultura é o exame mais indicado para o diagnóstico da infecção urinária. Caso a urina contenha germes, em 48 horas será possível ver se há formação de colônias de bactérias e em que quantidade, assim como identificar qual tipo de bactéria está presente e quais antibióticos são eficazes para combatê-la.

Para realizar a coleta da urina:

– Limpe bem a região genital, principalmente ao redor do meato uretral (saída da uretra). O ideal é usar gazes (compressas) estéreis para limpar e depois secar a região.
– O pote usado para colher a urina deve ser estéril.
– Na hora de urinar, evite o contato da urina com a pele ao redor, como grandes lábios ou o prepúcio do pênis.
– O primeiro jato de urina é sempre descartado, pois este serve apenas para limpar as impurezas que ficam na uretra.
– A urocultura deve ser levada imediatamente para o laboratório após a sua coleta. Só é preciso refrigerá-la se o tempo entre a coleta e a entrega for muito longo.

A melhor urina para a urocultura é a primeira da manhã, pois durante a noite é quando a urina permanece por mais tempo na bexiga, o que favorece a multiplicação das bactérias.

É bom salientar que o paciente não deve começar a tomar antibióticos antes da coleta da urina. Existe sempre a possibilidade do antibiótico não ser forte o suficiente para acabar com a infecção urinária, mas ser eficaz para impedir o crescimento das bactérias no meio de cultura e levar a um resultado falso-negativo da urocultura.

Posts relacionados

Deixe um comentário