fbpx

Vacina Herpes Zóster, conheça os sintomas e quando vacinar-se

6 minutos para ler

O herpes é uma infecção viral capaz de provocar bolhas na pele e dor intensa. Ele pode acometer qualquer região, mas é mais comum no tronco e no rosto. As lesões, geralmente, se manifestam na forma de uma faixa em um dos lados do corpo. É causado pela reativação do vírus varicela-zóster – o mesmo vírus da catapora – em pessoas que tiveram catapora em algum momento da vida e ficaram com vírus latente (adormecido) nos gânglios do corpo. Embora não represente risco à vida, o herpes zóster pode provocar a incapacidade física da região acometida. A vacina diminui as chances de se ter a doença, de apresentar neuralgia pós-herpética (NPH) e induz à redução da dor aguda e crônica associada ao herpes zóster, enquanto o tratamento precoce reduz a chance de complicações. Sintomas do herpes zóster A doença pode aparecer no indivíduo em qualquer parte do corpo, acometendo geralmente apenas um lado (o esquerdo ou o direito). As erupções, geralmente, iniciam-se no meio das costas em direção ao peito, mas também podem surgir na região do rosto, no entorno de um olho ou mesmo atingir o nervo óptico. Também é possível que as erupções apareçam em mais de uma área no corpo: barriga, cabeça, face, pescoço, braço ou perna. Período de incubação do herpes zóster:

  • Dor que tem início antes mesmo de surgirem as lesões de pele;
  • Ardor e sensação de cócegas e/ou formigamento na área próxima aos nervos afetados;
  • Calafrios;
  • Distúrbio gastrointestinal.

Os sinais acima podem aparecer alguns dias antes de surgirem as erupções. Calafrios e dor de estômago, com ou sem diarreia, aparecem poucos dias antes das erupções e podem persistir durante o período das lesões na pele. Indicações da vacina do herpes zóster A vacina é indicada para pessoas acima dos 50 anos de idade, já que há um risco maior para pessoas nessa faixa etária. A imunização contra o herpes zóster pode ser administrada juntamente com a da gripe. Contraindicações da vacina contra herpes zóster A vacina contra o herpes zóster não deve ser administrada em pessoas com as seguintes condições:

  • Paciente com alergia a algum dos componentes presentes na vacina (incluindo alergia à gelatina ou à neomicina);
  • Pessoa que tiver o sistema imunológico comprometido ou fizer uso de corticoide ou outro medicamento que reduza a capacidade de resposta do sistema imunológico;
  • Tiver tuberculose ativa não tratada;
  • Estiver grávida.

Antes de receber a vacina do herpes zóster, você deve avisar seu médico ou médica se:

  • Apresenta ou apresentou qualquer problema de saúde;
  • Está tomando medicamentos que podem enfraquecer seu sistema imunológico;
  • Apresenta alergias, incluindo alergia à gelatina ou à neomicina;
  • Apresenta febre;
  • Apresenta infecção por HIV.

Doses que devem ser administrada da vacina A vacina conta o herpes zóster é administrada em dose única injetável por via subcutânea (abaixo da pele). A vacina do herpes zóster pode ser administrada ao mesmo tempo em que a vacina influenza. Efeitos adversos possíveis da vacina

  • Reações alérgicas, que podem ser graves e incluir dificuldade para respirar ou engolir. Se você apresentar uma reação alérgica, ligue imediatamente para seu médico.
  • Febre;
  • Urticária no local da injeção;
  • Dor articular;
  • Dor muscular;
  • Erupção cutânea;
  • Erupção cutânea no local da injeção;
  • Gânglios inchados próximo ao local da injeção (o inchaço pode durar alguns dias a algumas semanas).

Posts relacionados

Deixe um comentário